Vídeo em que Pazuello é humilhado foi exigência de Bolsonaro para manter ministro no cargo | Claudio Tognolli

O vídeo da visita que Jair Bolsonaro fez ao ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, foi uma das exigências feitas pelo próprio ex-capitão para que o militar permanecesse à frente da pasta. No vídeo, Pazuello aparenta dificuldade para respirar em função da Covid-19 e é alvo de uma humilhação pública por parte de Bolsonaro.

Segundo reportagem da coluna da jornalista Bela Megale, do jornal O Globo, “no auge de sua irritação com o episódio que envolveu Eduardo Pazuello, João Doria e a vacina chinesa, Jair Bolsonaro determinou uma condição básica para manter o ministro da Saúde no cargo: ele teria que se retratar publicamente”.

Horas antes, Bolsonaro havia cancelado o acordo de intenção de compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa produzida em parceria com o Butantan e exigiu a gravação do vídeo como um espécie de pedido de desculpas por parte de Pazuello.

Na gravação, Pazuello diz estar sendo medicado com hidroxicloroquina – medicamento defendido por Bolsonaro no combate á Covid-19, apesar de não haver comprovação cientifica de sua eficácia – e se desculpa publicamente. “É simples assim, um manda e outro, obedece”, disse.

error: