Vaccari é condenado a 10 anos por campanha de Haddad | Claudio Tognolli

João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, foi condenado a 10 anos de prisão em regime fechado por suposto caixa dois dirigido à campanha de Fernando Haddad (PT), em 2012, quando este se candidatou e venceu as eleições para a prefeitura de São Paulo. A investigação da Operação Cifra oculta mirou o suposto repasse à campanha.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que “segundo o juiz da 1ª Zona Eleitoral, Francisco Shintate, ‘João Vaccari Neto não participou diretamente da campanha a Prefeito do réu Haddad, mas, no ano seguinte, intermediou o pagamento de valores oriundos de operações ilícitas de corrupção e improbidade do governo federal em licitações e contratos administrativos’

A matéria ainda acrescenta que “o magistrado aponta que os repasses teriam sido pagos ‘por doleiro em operações simuladas, o que caracteriza crime de lavagem ou ocultação de bens diretos e valores, bem como demonstrada a associação de mais de 4 pessoas de caráter permanente e que visava a prática de crimes’.”

error: