Rússia inicia produção da EpiVacCorona, sua 2ª vacina contra coronavírus | Claudio Tognolli

Sputnik – Anna Popova, diretora do Serviço Federal de Defesa dos Direitos dos Consumidores e Bem-Estar Humano da Rússia (Rospotrebnadzor), informou que o Centro Vektor iniciou a produção da vacina EpiVacCorona.

“[Centro] Vektor começou a produção da vacina [EpiVacCorona]”, afirmou Popova no fórum Sociedade Saudável.

Além do mais, a diretora do Rospotrebnadzor revelou que determinadas quantidades da vacina EpiVacCorona já estarão produzidas até o final do ano.

Ensaios clínicos pós-registro da vacina EpiVacCorona vão começar em breve, com participação de 40 mil voluntários, incluindo pessoas de mais de 60 anos e pessoas com doenças crônicas.

Recomenda-se que a vacinação aconteça com duas injeções intramusculares com intervalo de 14 a 21 dias e com dosagem de 0,5 mililitro.

É planejado que a vacina seja distribuída em massa no final de novembro ou dezembro.

A Rússia registrou oficialmente, em 11 de agosto, a primeira vacina anti-COVID-19 desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisas de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em cooperação com o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

Segundo os pesquisadores, a vacina Sputnik V gera até dois anos de imunidade e é composta por dois componentes: o adenovírus humano tipo 26 e o adenovírus humano recombinante tipo 5. O medicamento é administrado em duas doses com um intervalo de 21 dias.

error: