PSL decide expulsar Bia Kicis, aliada de Bolsonaro | Claudio Tognolli

 O PSL decidiu expulsar do partido, nesta quinta-feira (12), a deputada Bia Kicis (DF), forte aliada de Jair Bolsonaro. A Folha de S.Paulo teve acesso à notificação assinada pelo presidente da sigla, deputado Luciano Bivar, e informa que ele fala em “grave infração ética” praticada pela parlamentar.

Segundo Bivar, a deputada também desrespeitou os princípios de fidelidade partidária estabelecidos no estatuto do PSL. “É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado ‘Aliança’, e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente”, diz Bivar, referindo-se ao novo partido criado por Bolsonaro, Aliança Pelo Brasil.

A conduta de Bia Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”, acrescenta o texto. “A gravidade da conduta e os prejuízos que vêm sendo suportados pela agremiação, justificam a gravidade da pena imposta”, completa, segundo a Folha.

A decisão reflete mais um episódio do racha interno do partido, que divide bolsonaristas e aliados de Bivar. Nesta quarta-feira 11, a deputada Joice Hasselmann – que já havia sido retirada do cargo de líder do Congresso por Bolsonaro

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171