Procuradoria investiga compra de votos por Bolsonaro na aprovação da reforma da Previdência | Claudio Tognolli

O Ministério Público Federal vai investigar Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por ‘interferências indevidas’ na votação da reforma da Previdência. Quem assina a portaria é o procurador da República em Brasília Carlos Bruno Ferreira da Silva.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que “a decisão de instaurar o inquérito civil atende a representação dos deputados federais do PSOL David Miranda, Edmilson Rodrigues, Fernanda Melchionna, Áurea Carolina e Glauber Braga. Os parlamentares têm acusado Bolsonaro de ‘comprar votos de deputados’ por meio da liberação de emendas. “Desse valor, R$444.513.894 não têm autorização legislativa, o que é irregular e pode ser enquadrado em crime de responsabilidade”, afirma o partido, em seu site.”

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171