Operação Efeito Dominó

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 15/5, a Operação Efeito Dominó, em mais um desdobramento dos trabalhos iniciados em 2017 e que resultaram na chamada Operação Spectrum. A ação desta fase tem, dentre outros, o objetivo de reunir informações complementares da prática dos crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes.

Cerca de 90 policiais federais estão cumprindo 26 ordens judiciais, sendo 18 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão preventiva e três mandados de prisão temporária nos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e São Paulo.

Operação Mentionica

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (15/5) a Operação Mentionica, que se trata de um desdobramento de prisão em flagrante por evasão de divisas, ocorrida no último dia 16/4, de indivíduo abordado pela Polícia Rodoviária Federal, na rodovia BR- 101, quando transportava USD$ 20 mil, diversas outras moedas estrangeiras e uma caixa com medicamentos entorpecentes, muitos usados no golpe conhecido como “boa noite cinderela”. Ele voltava de viagem ao exterior, sem que tivesse comunicado à repartição federal competente que portava tais valores.

Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão, na cidade de Blumenau/SC, expedidos pela 7ª Vara Federal de Florianópolis/SC, especializada em crimes financeiros e de lavagem de dinheiro.

Operação Profetas

A Polícia Federal deflagrou hoje (15/5) a Operação Profetas, para investigar organização criminosa especializada em tráfico de drogas, nas cidades de Congonhas e Belo Horizonte/MG. A ação de hoje é um trabalho desenvolvido pela Força-Tarefa composta pela PF, pela Polícia Civil e pela Polícia Rodoviária Federal.

Foram cumpridos 11 mandados judiciais de prisão preventiva e 15 mandados judiciais de busca e apreensão, inclusive em estabelecimentos prisionais, nas cidades mineiras de Congonhas e Belo Horizonte, além de Dourados/MS.

Operação “Efeito Colateral II”

A Polícia Federal deflagra, na manhã de hoje (15/5), a Operação “Efeito Colateral II”, que investiga possível desvio de recursos públicos do SUS. Os valores eram repassados ao Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, para serem aplicados no setor de oncologia.

Cerca de 40 policiais federais cumprem 10 mandados de busca e apreensão, no município de Passo Fundo.

As investigações iniciaram em setembro de 2017, para apurar a legalidade de repasses de recursos do Hospital São Vicente de Paulo para uma empresa médica ambulatorial, localizada na própria cidade de Passo Fundo. Os valores inicialmente investigados superam R$ 1,2 milhão em verbas do SUS.

 

error:
0