Durante sabatina promovida pelo jornal Correio Braziliense nesta quarta-feira 6, o pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, afirmou que Michel Temer, alvo de mais de uma investigação pela Polícia Federal, ainda será preso e descartou qualquer tipo de aliança com seu partido, o PMDB.

“Peguei um tempo em que estava em pleno comando da Câmara o Michel Temer e o Eduardo Cunha, batendo bola um com o outro para roubar a nação. Fui processado por ambos. Um já está na cadeia e o outro vai”, disse Ciro.

Em seguida, ele descartou a aliança com o partido de Temer e Cunha. “Se deixar a porta aberta, vai vir abanando o rabo, mas está avisado que por esta porta não entra. Ladrão do PMDB vai me fazer oposição”, declarou.

error:
0