O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou o arquivamento, por ausência de assinaturas mínimas, do pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades em tribunais superiores – Claudio Tognolli

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta segunda-feira o arquivamento, por ausência de assinaturas mínimas para sua instalação, do pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades em tribunais superiores.

A proposta de CPI, de autoria do senador Alessandro Vieira (PPS-SE), foi apresentada com 27 assinaturas, o número mínimo para criá-la, mas Alcolumbre informou que dois senadores —Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Gomes (MDB-TO)— retiraram os apoios a ele.

“Eu cumpri o que determina a Constituição e o regimento”, disse Alcolumbre, sobre a decisão de arquivar o pedido de criação da CPI.

Questionado se o pedido estaria causando descontentamento e mal estar com o Judiciário, o presidente do Senado disse que o Congresso é um Poder e precisa estar em “harmonia” com os demais Poderes. “Nada mais justo que as instituições funcionem”, disse.

error:
0