O novo presidente nacional do PSDB, ex-deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) disse que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) desperdiçou período apelidado como "lua de mel", quando a popularidade do recém-eleito auxilia na aprovação de reformas e governabilidade. | Claudio Tognolli

O novo presidente nacional do PSDB, ex-deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) disse que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) desperdiçou período apelidado como “lua de mel”, quando a popularidade do recém-eleito auxilia na aprovação de reformas e governabilidade. Em entrevista a revista IstoÉ, Bruno disse que, em caso de intolerância de obscurantismo, seu partido estará “do lado oposto”.

“O Brasil não tem condição de perder tempo com picuinhas e irrelevâncias. O governo Bolsonaro jogou fora cinco meses. Desperdiçou a lua de mel, em que teria os melhores meses para reformar e avançar. O PSDB vai ser colaborativo com as reformas e será o protagonista, em lados opostos se for necessário, quanto aos temas de intolerância e de falta de diálogo”, disse o tucano, que ocupou o ministério das Cidades durante o governo de Michel Temer (MDB).

“Onde houver intolerância, falta de diálogo, obscurantismo, o PSDB vai estar do lado oposto. Dizemos não a uma agenda como essa. Agora, quando as propostas forem de reforma do estado brasileiro, que é o DNA do PSDB, vamos apoiar. O PSDB foi protagonista das mais importantes reformas ao longo da década de 90 e teve importantes serviços prestados ao País. Sempre que o governo Bolsonaro tiver na agenda ações que se aproximem do nosso DNA, terá nossa aprovação, mas, obviamente, o PSDB estará afastado do ambiente de intolerância”, finalizou.

error:
0