O governo federal anunciou nesta segunda-feira, 22, um corte de 1,442 bilhão de reais no orçamento de 2019 para o Executivo, em evento de apresentação do relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas | Claudio Tognolli

O governo federal anunciou nesta segunda-feira, 22, um corte de 1,442 bilhão de reais no orçamento de 2019 para o Executivo, em evento de apresentação do relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas. De acordo com a equipe econômica do ministro Paulo Guedes, o motivo para o bloqueio é a diminuição de previsão de receita para o ano. O presidente Jair Bolsonaro disse que apenas um ministério foi afetado. No entanto, a pasta em questão não foi divulgada e deve constar em decreto a ser publicado apenas na próxima semana, segundo o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

De acordo com o governo, o Orçamento deveria ser cortado em 2,251 bilhões de reais. No entanto, foram utilizados 809 milhões da reserva orçamentária para reduzir o impacto da medida, por isso, na prática, o corte será de 1,442 bilhão de reais. A reserva orçamentária existe para ajudar o governo em casos de emergência.

Waldery Rodrigues disse que a pasta só será divulgada na semana que vem. “Eu não falarei hoje sobre qual órgão será mais afetado”, limitou-se a responder.

Além da redução no orçamento do Poder Executivo, também ocorreu um bloqueio de 15 milhões de reais nas despesas do Judiciário, do Legislativo e do Ministério Público da União.

error: