O diretor-geral do Instituto Datafolha rebate Moro – Claudio Tognolli

O diretor-geral do Instituto Datafolha, Mauro Paulino, publicou uma coluna neste sábado 13 em que rebate as críticas e os questionamentos do ministro da Justiça, Sergio Moro, sobre pesquisa que apontou rejeição da população a medidas do seu chamado ‘pacote anticrime’.

“Não há nada mais velho para um político do que criticar pesquisa cujo resultado não o agradem. Desmerecer o Datafolha, sua história e credibilidade significa virar as costas para a opinião pública e desperdiçar a chance de compreendê-la”, diz Paulino.

Ele afirma que “a maior prova de que o instituto obteve êxito técnico é o índice residual de entrevistados que não souberam responder às questões”.

“Quanto à incompletude do estudo, o objetivo não era avaliar o pacote como um todo, e sim os pontos que já eram polêmicos no projeto e ganharam espaço no debate após episódios de repercussão na opinião pública, como a crescente letalidade em ações policiais e militares e as mortes em ataque violento de jovens a escola em Suzano”, detalha.

“O espelho das redes sociais distorce a imagem da totalidade dos cidadãos. Já pesquisas bem feitas os representam cientificamente”, diz ainda.

error:
0