Novo sistema, Govdata cortou 5,2 milhões de benefícios do Bolsa Família – Claudio Tognolli

O governo confirmou nesta segunda-feira, por meio de nota, um reajuste de 5,67 por cento nos benefícios do Bolsa Famíia, a partir de julho.

O reajuste, o primeiro desde 2016, aumentará o valor médio dos benefícios, hoje em 177,71 reais, para 187,79 reais. No total, o aumento dado aos beneficiários custará 684 milhões de reais, que serão acrescentados ao orçamento do Bolsa Família em uma suplementação orçamentária que precisa ainda ser aprovada pelo Congresso

Mas o  Governo Federal promove de tempos em tempos um pente fino para manter a ajuda financeira apenas para aquelas famílias que realmente necessitam do benefício. Agora, para auxiliar na tarefa de cruzamento de dados, o Governo relançou  o Govdata.

De acordo com representantes do Ministério do Planejamento, o sistema reúne informações de 14 bases de dados e permite mais agilidade para o Governo buscar informações sobre um cidadão. Esteves Colnago, novo ministro do planejamento, comentou o relançamento do Govdata:

 

É uma medida estrutural, anunciada ainda em maio do ano passado, em que o governo daria e teria acesso a suas próprias bases de dado de forma a ter as informações dos cidadãos que estão nessas bases, de forma a prestar um melhor serviço, requerer menos informações, e dentro de políticas sociais saber se os recursos alocados estão para as pessoas que deveriam receber

De acordo com o próprio Governo Federal, os programas sociais são os primeiros a contar com a ajuda do novo banco de dados, sendo que isso serve como uma “vitrine” para o Govdata. Isso porque, segundo Alberto Beltrame, ministro de Desenvolvimento Social, até agora 5,2 milhões de benefícios do Bolsa Família foram cancelados graças ao cruzamento de informações:

Seria uma economia potencial de R$ 2 bilhões, mas 4,8 milhões de famílias entraram no lugar, o que nos permitiu zerar a fila do Bols Família. Além disso, com o cruzamento de dados antes da concessão do benefício, já impede indevidos. Por exemplo, se informa renda zero, antes de pagar verifica se tem alguma inconsistência

De acordo com o ministro, antes do Govdata todo o cruzamento de dados era feito manualmente pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Com a implantação do novo sistema, a tarefa se torna totalmente automatizada.

error:
0