Novo ministro da Educação de Bolsonaro contratou afiliada da TV Record e deixou alunos de 165 cidades sem aula | Claudio Tognolli

O novo ministro indicado para substituir Abraham Weintraub no governo Jair Bolsonaro, ex-secretário de Esporte e Educação do Paraná, Renato Feder, contratou sem licitação uma rede afiliada da TV Record para transmitir vídeo-aulas a estudantes da rede estadual paranaense durante a pandemia do novo coronavírus. No entanto, a empresa selecionada por ele não possui sinal em quase metade do estado. Mais de 2 milhões de pessoas moram nos 165 municípios em que as aulas não foram transmitidas. A informação é do site The Intercept Brasil.

A TV Independência pertence ao grupo RIC (Rede Independência de Comunicação), afiliado à Record no Paraná e em Santa Catarina, da família catarinense Petrelli. O contrato original previa R$ 2,7 milhões por três meses de serviço prestado. No dia 5 de maio, com as aulas funcionando de forma precária, a secretaria de Feder deu aos Petrelli um aditivo de mais um mês, que rendeu um acréscimo de R$ 800 mil à empresa.

error: