MPF requisita informações sobre caso de médico flagrado cobrando consultas em UPA de Cabo Frio (RJ) | Claudio Tognolli

O Ministério Público Federal (MPF) requisitou à prefeitura de Cabo Frio (RJ) que se manifeste sobre reportagem publicada em um portal de notícias que mostra um médico debochando de pacientes e cobrando dinheiro para continuar prestando o atendimento dentro de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o médico aparece chamando um paciente de burro e cobrando R$ 50 para realizar consultas pelo período de um mês.

Foi fixado o prazo de 15 dias para que a prefeitura informe ao MPF as providências adotadas a fim de sanar as atitudes ilícitas descritas na reportagem, em especial com relação à conduta do médico citado, comprovando-se documentalmente. Com as informações prestadas, será analisado se há recursos federais envolvidos.

error:
0