Moro sobre Folha: "Mais uma vez, não reconheço a autenticidade de supostas mensagens minhas ou de terceiros, mas, se tiverem algo sério e autêntico, publiquem. Até lá não posso concordar com sensacionalismo e violação criminosa de privacidade", afirmou o ex-juiz no Twitter | Claudio Tognolli

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, atacou mais uma vez a imprensa para criticar a série de reportagens da Vaza Jato. Novos diálogos apontam que ele interferiu nas negociações de acordos de delação premiada feitos pelos procuradores.

“Mais uma vez, não reconheço a autenticidade de supostas mensagens minhas ou de terceiros, mas, se tiverem algo sério e autêntico, publiquem. Até lá não posso concordar com sensacionalismo e violação criminosa de privacidade”, afirmou o ex-juiz no Twitter.

“Sobre a matéria da Fsp: O juiz tem não só o poder, mas o dever legal de não homologar ou de exigir mudanças em acordos de colaboração excessivamente generosos com criminosos. Não foi, aliás, essa a crítica a acordos como os dos sócios da JBS (que não passaram por mim)?”, complementou.

Sergio Moro

@SF_Moro

Sobre a matéria da Fsp: O juiz tem não só o poder, mas o dever legal de não homologar ou de exigir mudanças em acordos de colaboração excessivamente generosos com criminosos. Não foi, aliás, essa a crítica a acordos como os dos sócios da JBS (que não passaram por mim)?

Sergio Moro

@SF_Moro

Mais uma vez, não reconheço a autenticidade de supostas mensagens minhas ou de terceiros, mas, se tiverem algo sério e autêntico, publiquem. Até lá não posso concordar com sensacionalismo e violação criminosa de privacidade.

5.285 pessoas estão falando sobre isso
error: