Miriam Leitão diz que demissão de Ernesto Araújo será um passo óbvio | Claudio Tognolli

O chanceler Ernesto Araújo, que é considerado por especialistas o pior diplomata do mundo, já teve sua demissão pedida pelos veículos de comunicação da mídia comercial e agora também pela colunista Miriam Leitão. “O fato em si de estarem tantas autoridades tentando fazer diplomacia — Michel Temer, Hamilton Mourão, Tereza Cristina, Rodrigo Maia — é o atestado do colapso da diplomacia de Ernesto Araújo. Neste caso, a demissão dele seria até um passo óbvio. Se o ministro, em vez de fazer seu trabalho, cria impasses e conflitos que outros têm que resolver, não deveria ficar no cargo até por uma razão prática”, escreve ela em sua coluna desta sexta-feira.

“Por que os bons diplomatas, e eles são inúmeros, não conseguem fazer seu trabalho? A gestão caótica e delirante de Ernesto Araújo não os deixa. Um embaixador, por exemplo, aguarda instruções para agir. Ernesto Araújo ou não dá instruções ou elas não têm lógica, nem ganho palpável para o Brasil. Porque o ministro vive em luta contra inimigos imaginários, como o ‘globalismo’ e o ‘comunismo’ que estariam ameaçando, como escreveu outro dia, os valores dos Estados Unidos”, pontua.

 

 

<!– Composite Start –>
<div id=”M665700ScriptRootC1048891″>
</div>
<!– Composite End –>
error: