Líderes políticos estão no comando das decisões de PMs amotinados no Ceará | Claudio Tognolli

 

Reportagem do Diário do Nordeste denuncia que lideranças políticas estão no comando das principais decisões de policiais militares amotinados em cidades do Ceará, onde o senador licenciado Cid Gomes chegou a ser atingido por dois tiros na cidade de Sobral ao tentar enfrentar PMs encapuzados, que praticam um greve declarada ilegal pela Justiça.

O deputado federal Capitão Wagner (Pros), o vereador Sargento Ailton (expulso do Solidariedade) e o deputado estadual Soldado Noélio (Pros) são as principais lideranças dos PMs amotinados, segundo o site, que acompanhou de dentro do Batalhão tomado pela PM a ação dos agentes logo após os tiros contra Cid.

O vereador Sargento Ailton tenta tirar dos PMs encapuzados a responsabilidade pela ação que intimidou a população em Sobral e ordenou que donos de comerciantes fechassem seus estabelecimentos. “Isso aí foram ovelhas desgarradas, atitude de uns dois ou três”, afirmou. “Imagens, no entanto, mostram que não havia menos de nove encapuzados em três viaturas”, contesta a reportagem.

O site diz que Ailton “assume o posto de articulação local. Não sai do celular”. E que “militares amotinados confirmam que ele faz a linha direta com Capitão Wagner, deputado Noélio e Sargento Reginauro, dentre outras lideranças. Pelo celular, informam-se não apenas sobre como estão as negociações, mas até mesmo o próximo passo. Ocupar o BPRaio foi um deles”.

error: