A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentará manifestação ao Tribunal da Relação de Lisboa impugnando a determinação da corte para arquivamento do processo de extradição de Raul Schmidt. A decisão foi recebida pelo Estado brasileiro nesta quinta-feira (24/05).

Segundo a AGU, a República Federativa do Brasil adotará a medida pois tem absoluta convicção de que a extradição não foi efetivada por manobras processuais realizadas pela defesa de Raul Schmidt. Em razão dos atos e fatos causados pelo extraditando, o Estado brasileiro não o teve à sua disposição para realizar a extradição.

Por esse motivo, o Brasil discorda, respeitosamente, do teor das decisões que criam obstáculos à extradição e irá impugnar imediatamente tais entendimentos para garantir seu direito e a obrigação do Estado português de extraditar Raul Schmidt.

A impugnação será apresentada por escritório contratado pelo governo do Brasil, que atua sob orientação da AGU, com a interveniência do Ministério da Justiça.

error:
0