Foto: Arquivo Pessoal

A juíza Débora Faitarone, titular da 1ª Vara do Júri do Fórum Criminal Central decretou, no início da noite de ontem (8), a prisão temporária de Felipe Oliveira da Silva, acusado de ter dirigido a moto da policial Juliane Duarte dos Santos, encontrada morta após ter sido levada de um bar na favela de Paraisópolis. A prisão temporária de Felipe é de 30 dias.

        A polícia chegou até o suspeito após câmeras de segurança terem filmado Felipe estacionando a motocicleta em uma praça no bairro de Pinheiros.

        Outro suspeito de envolvimento no crime, Everaldo Severino da Silva, já havia tido a prisão temporária por 15 dias, decretada pela Justiça.

error:
0