Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse | Claudio Tognolli

Deutsche Welle

Presidente dos EUA Joe BidenDemocrata Biden assume país em dificuldades após quatro anos de governo Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, deverá assinar “mais ou menos uma dúzia” de ordens executivas em seu primeiro dia de mandato, anunciou neste sábado o principal assessor do político democrata neste sábado (16/01).

Em memorando aos altos funcionários, o futuro chefe de gabinete da Casa Branca Ron Klain esclareceu que os decretos presidenciais terão como objeto a pandemia de covid-19, a debilitada economia americana, a injustiça racial no país e a mudança climática.

“Em seus primeiros dez dias no cargo, o presidente eleito Biden adotará ações decisivas para encarar essas quatro crises, prevenir outros danos urgentes e irreversíveis e restaurar o lugar da América no mundo.”

Nas primeiras horas após ser empossado, em 20 de janeiro, o novo presidente deverá usar o dispositivo executivo para cumprir diversas promessas de campanha eleitoral, inclusive retornar ao Acordo do Clima de Paris e anular a proibição de ingresso nos EUA para cidadãos de certos países de maioria muçulmana.

Outros planos incluem estender a suspensão temporária da devolução dos créditos estudantis federais, sustar ordens de despejo e execuções de hipotecas, e tornar obrigatório o uso de máscaras protetoras nas viagens interestaduais e em est abelecimentos federais.

Desafios dos EUA pós-Trump

Na quinta-feira, Biden já anunciara um pacote de estímulo econômico no valor de US$ 1,9 trilhão, a fim de revitalizar a economia nacional. Além de ajuda direta às famílias e pequenas empresas e comunidades, o fundo visa acelerar o processo de vacinação contra o novo coronavírus.

Os EUA enfrentam numerosos desafios no momento em que o democrata Joe Biden assume a presidência após quatro anos de trumpismo. Estima-se que em breve o número de mortes pela covid-19 vá chegar a 400 mil, e a economia enfrenta dificuldades.

No entanto, o presidente eleito “agirá – não só para reverter os danos mais graves da administração Trump – mas também para começar a movimentar nosso país adiante”, prometeu Klain em seu memorando.

Outros decretos presidenciais a serem assinados nos nove dias seguintes à posse incluem medidas para intensificar a testagem do Sars-Cov-2 e priorizar os produtos de fabricação americana nas aquisições governamentais, informou o chefe de gabinete nomeado.

<!– Composite Start –>
<div id=”M665700ScriptRootC1048891″>
</div>
<!– Composite End –>
error: