JBS corta produção de carne bovina nas instalações dos EUA | Claudio Tognolli

JBS USA reduzirá a produção de carne bovina por duas semanas em uma instalação da Pensilvânia depois que os gerentes apresentaram sintomas semelhantes aos da gripe, disse a empresa na segunda-feira, tornando-a o primeiro frigorífico de carne bovina dos EUA a cortar operações devido a preocupações com a pandemia de coronavírus.

Membros da equipe de gerenciamento sênior da instalação em Souderton, Pensilvânia, foram enviados para casa para monitorar sua saúde como precaução, informou a JBS em comunicado.

A JBS não disse quanta produção seria reduzida ou se os funcionários estavam sendo testados para o COVID-19.

A fábrica tem mais de 1.000 trabalhadores e é a maior instalação de carne bovina a leste de Chicago, atendendo clientes ao longo da costa leste e em todo o mundo, de acordo com a empresa, uma subsidiária da JBS SA com sede no Brasil.

A instalação continuará executando “operações de fabricação e carne moída” e deve retornar ao normal em 14 de abril, de acordo com o comunicado.

Os futuros de gado vivo dos EUA caíram recentemente devido a preocupações de que a pandemia de coronavírus feche matadouros e reduza o suprimento de gado.

Fonte: Reuters

error: