Investigado, Jefferson volta a insultar STF | Claudio Tognolli

O ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB) comparou o Supremo Tribunal Federal (STF) ao nazismo, após a Corte autorizar mandados de busca e apreensão contra ele no inquérito das fake news.

“TRIBUNAL DO REICH. Instituído por Hitler, após o incêndio do Parlamento, aquele tribunal escreveu as páginas mais negras da justiça alemã, perseguindo os adversários do nazismo. Hoje o STF, no Brasil, repete aquela horripilante história. Acordei às 6 horas com a PF em meu lar”, escreveu o ex-parlamentar no Twitter.

“Não sofri qualquer constrangimento por parte da Polícia Federal, ela cumpriu mandado do min. Alexandre de Moraes, do Tribunal do REICH, tentando me amordaçar com um trapo de sua toga. Deus proteja o povo brasileiro da sanha dos ditadores”, acrescentou.

Além do ex-deputado, são alvos da operação os empresários bolsonaristas Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, e Edgard Corona, fundador da Smart Fit, e o blogueiro Allan dos Santos, do site Terça-Livre.

error: