Hong Kong leva 800 mil às ruas contra governo chinês | Claudio Tognolli

As ruas de Hong Kong foram ocupadas por multidões vestidas de preto neste domingo (8) na maior manifestação desde as eleições locais no mês de novembro, quando a oposição saiu vitoriosa. A Frente Civil dos Direitos Humanos estimou adesão de 800 mil manifestantes, enquanto a polícia fala em 183 mil.

A reportagem da Reuters, co-enunciada pelo jornal Folha de S. Paulo destaca que “os ativistas entoaram palavras de ordem como “Lute pela liberdade! Defenda Hong Kong!” e o ato teve participação de diferentes segmentos sociais, de estudantes a idosos, que marcharam de Victoria Park, no distrito comercial, até o distrito financeiro.”

A matéria ainda sublinha que “ao anoitecer, alguns manifestantes foram vistos fazendo grafites contra Pequim nas paredes do Banco da China. Policiais —chamados de “cachorros” e “baratas” por alguns ativistas —acompanharam toda a manifestação, mas não reagiram em nenhum momento.”

A demanda da população de Hong Kong é por democracia e eleições: “o estudante Lawrence, 23, participou da marcha segurando um cartaz com os dizeres “Em 2020 quero sufrágio universal”,  referência a uma das principais pautas das manifestações: o voto direto para líder local de Hong Kong, cargo atualmente ocupado por Carrie Lam, apoiada por Pequim e impopular entre os manifestantes honcongueses.”

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171