Gaeco denuncia ex-prefeito de Boituva por crimes contra administração pública | Claudio Tognolli
Danos ao erário ultrapassam R$ 1,5 milhão

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo (Gaeco) denunciou o ex-prefeito de Boituva Edson José Marcusso e mais 18 pessoas, dentre ex-secretários municipais, funcionários públicos e empresários, envolvidos na prática de crimes contra administração pública. Crimes de associação criminosa, peculato desvio e fraudes em licitações públicas causaram prejuízos superiores a R$ 1,5 milhão à Prefeitura de Boituva.

As investigações de alta complexidade tiveram início com representação ofertada pela Promotoria de Justiça do Patrimônio Público de Boituva, que constatou os indícios das práticas dos crimes contra a administração da cidade, encaminhando centenas de documentos e provas contidos em diversas ações civis públicas ajuizadas que buscam a condenação por improbidade administrativa e o ressarcimento do erário público.

 

Além da representação formal, várias denúncias de cidadãos da Comarca de Boituva davam conta do esquema de desvios de dinheiro público na gestão do então prefeito Edson José Marcusso, inclusive com privilégio de funcionários públicos que titularizavam empresas beneficiadas nas licitações públicas.

O Gaeco aguarda agora, como forma de resposta à sociedade, sejam os denunciados devidamente processados e condenados pelos crimes que praticaram.

 

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171