França registra mais de 30 mil casos de covid-19 em um dia | Claudio Tognolli

Deutsche Welle

Pessoas de máscara diante da Torre EiffelFrança já registrou mais de 33 mil mortes por covid-19

A França ultrapassou nesta quinta-feira (15/10) a marca de 30 mil novos casos de covid-19 detectados em 24 horas, informou a agência de saúde pública do país. No total, foram identificados 30.621 casos. Com isso, o total subiu para 809.684.

Foram registradas mais 88 mortes relacionadas à doença, elevando o total para 33.125 desde o início da pandemia.

A França ultrapassou a marca de 20.000 casos no último dia 9 de outubro. A taxa para exames diagnósticos positivos (proporção de pessoas testadas positivas sobre o total de pessoas que fazem exames) continua aumentando: chega a 12,6% (em comparação a 12,2% na quarta-feira).

Durante vários dias, o número de pacientes colocados em respiradores também aumentou: 226 na terça, 193 na quarta, 219 na quinta. Esse indicador é um dos que é mais observados de perto pelas autoridades, que temem que os serviços de emergência acabem sobrecarregados. O saldo de pacientes em respiradores atualmente está em 1.741.

As autoridades indicam que existem 84 departamentos, de um total de 101, em situação de vulnerabilidade elevada devido à forte circulação do vírus.

O governo também confirmou hoje que o país vai mesmo entrar em estado de emergência sanitária no sábado, o que permite a aplicação de medidas extraordinárias como o toque de recolher em Paris e outras oito grandes cidades, das 21h até às 6h locais, durante um mínimo de quatro semanas. Além disso, estão proibidas as festas e celebrações privadas em todo o país.

O governo francês já havia declarado estado de emergência de saúde pública em março, quando as hospitalizações causadas pela epidemia estavam perto de seu pico. Na época, as autoridades usaram medidas extraordinárias para determinar que as pessoas ficassem em casa, exceto para a execução de trabalhos essenciais, comprar comida ou fazer uma hora de exercícios diários.

O estado de emergência foi levantado na França metropolitana em julho, depois que o número de casos da covid-19 diminuiu.

error: