Ex-diretor do Metrô Sérgio Brasil é denunciado por propina de R$ 2,5 milhões – Claudio Tognolli
(Foto: Gabriela Bilo)

O promotor Marcelo Mendroni, do Ministério Público de São Paulo, denunciou o ex-diretor do metrô Sérgio Brasil por corrupção e lavagem de dinheiro. Executivos da Camargo Corrêa afirmaram em delação premiada que Sérgio Brasil recebeu R$ 2,5 milhões em propina para fraudar a licitação da Linha 5-Lilás do Metrô.

A reportagem está tentando contato com os citados, mas não havia conseguido respostas até a publicação desta matéria. O espaço está aberto para as manifestações.

Informações do Estadão

Confira a nota do Metrô:

“O Governo do Estado de São Paulo e o Metrô são vítimas dos crimes investigados pelo Ministério Público. Por isso, colaboram com o processo analisando as cláusulas da proposta de delação em suas condições jurídicas, financeiras e técnicas, para que sua homologação garanta a proteção do interesse público.

A Procuradoria Geral do Estado investiga o caso e irá solicitar ressarcimento aos cofres públicos frente comprovação das irregularidades.

O Metrô é o maior interessado na apuração das denúncias de formação de cartel ou de conduta irregular de agentes públicos e, assim, continua à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos necessários.

Cabe salientar ainda que Sérgio Corrêa Brasil não é mais funcionário da Companhia desde dezembro de 2016.”

error:
0