Estados Unidos intensificam hostilidade a Cuba ao anunciar novas medidas do bloqueio – Claudio Tognolli

Prensa Latina – O assessor de segurança nacional dos EUA, John Bolton, anunciará oficialmente a decisão de aplicar o Título III da controversa Lei Helms-Burton e lançará outras medidas contra Cuba.

O assessor do presidente Donald Trump vai se referir a essas ações durante uma reunião em Miami, Florida, com participantes da invasão mercenária fracassada de 17 de abril de 1961. Ele também vai anunciar medidas contra a Nicarágua e a Venezuela

O objetivo da viagem de Bolton a Miami é falar sobre as medidas que o governo está tomando para enfrentar o que Washington descreve como “ameaças à segurança” relacionadas a Havana e Caracas”, e a crise política na Nicarágua.

Bolton vai anunciar que o governo estadunidense vai permitir a plena aplicação do Título III da Lei Helms-Burton como parte de seus esforços para aumentar a pressão sobre Cuba.

Através Título III, os cidadãos norte-americanos poderiam levar para os tribunais deste país processos contra empresas que têm negócios em Cuba, invocando as nacionalizações realizadas depois do triunfo da Revolução cubana em 1º de janeiro de 1959.

O advogado estadunidense Robert Muse, especialista em leis relacionadas a Cuba, disse à Prensa Latina nesta semana que tudo indicava que o governo implementaria o Título III contra companhias estrangeiras com presença no território cubano.

Muse também considerou que, em seu discurso nesta quarta-feira, Bolton poderia anunciar restrições mais severas às viagens dos norte-americanos a Cuba.

error:
0