Espanha registra novo recorde diário de mortes | Claudio Tognolli

Deutsche Welle

Resumo deste sábado (28/03):

  • Mundo tem mais de 600 mil casos confirmados, mais de 27 mil mortes e 130 mil pacientes recuperados
  • Brasil tem 3.417 casos e 92 mortes, segundo Ministério da Saúde
  • Alemanha diz que pretende manter medidas restritivas até pelo menos 20 de abril
  • Espanha registra novo recorde diário de mortes

As atualizações estão no horário de Brasília (para atualizar, pressione Ctrl+F5):

09:25 – ONU tem 86 funcionários infectados em vários países

Um total de 86 funcionários das Nações Unidas em todo o mundo contraíram o vírus causador da covid-19, informou o porta-voz Stéphane Dujarric. Oficiais da organização na Europa foram os mais afetados, mas também há casos confirmados na África, Ásia, Oriente Médio e Estados Unidos. Muitos funcionários da ONU estão fazendo home office desde o início da pandemia.

09:00 – Wuhan começa a retomar vida de antes da quarentena

A cidade chinesa de Wuhan, onde o novo coronavírus surgiu pela primeira vez, começou a relaxar suas medidas restritivas após dois meses de quarentena estrita. Os serviços de metrô voltaram a funcionar, e os serviços de trem de alta velocidade para a cidade foram retomados.

Mas algumas medidas ainda vigoram, com a grande maioria das lojas ainda fechada e bloqueios de rua sendo mantidos. Wuhan não permitirá que as pessoas deixem a cidade até 8 de abril, quando o aeroporto também deverá reabrir para voos internos.

Wuhan é a capital da província de Hubei, onde foram registradas 3.177 mortes por covid-19. A China confirmou 54 infecções importadas do exterior nas últimas 24 horas, mas nenhum novo caso transmitido internamente.

Pessoas usando máscaras entram no metrô em WuhanServiços de metrô voltaram a funcionar na cidade chinesa de Wuhan, onde o vírus surgiu pela primeira vez

08:30 – Imagens mostram impacto da crise no setor aéreo

O site Flightradar24, que monitora o tráfego aéreo no mundo, publicou imagens que comparam o número de aviões no céu da Europa na noite desta sexta-feira, 27 de março, e quatro semanas antes, em 28 de fevereiro. Os mapas mostram bem o impacto da crise da covid-19 no setor da aviação.

Flightradar24

@flightradar24

Friday evening in Europe – February 28 vs March 27https://www.flightradar24.com/data/statistics 

View image on TwitterView image on Twitter
1,396 people are talking about this

07:55 – Espanha registra novo recorde diário de mortes

A Espanha confirmou 832 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, marcando um novo recorde diário de óbitos no país. Ao todo, já são 5.690 mortos. Segundo o Ministério da Saúde espanhol, o número de infectados subiu de 64.059 na sexta-feira para 72.248 neste sábado, um aumento de mais de 8 mil casos confirmados.

O país é o quarto do mundo em número de infecções, atrás de Estados Unidos, Itália e China, e o segundo em número de mortos, perdendo somente para a Itália, onde mais de 9 mil pessoas morreram após contraírem o vírus.

07:40 – Mortes no Irã passam de 2.500

O Irã anunciou mais 139 mortes em decorrência da covid-19, elevando o número oficial de mortos a 2.517 em um dos países mais afetados pelo novo coronavírus. Em coletiva de imprensa, o porta-voz do Ministério da Saúde Kianoush Jahanpour afirmou ainda que 3.076 novas infecções foram confirmadas nas últimas 24 horas. Assim, o total de casos chega a 35.408.

Segundo Jahanpour, há 3.026 pacientes em estado crítico no país, enquanto 11.679 pacientes se recuperaram da doença. Ao todo, 57 milhões de iranianos já foram testados para o vírus – o porta-voz afirmou que esses dados têm sido “significativos” e têm ajudado as autoridades de saúde no combate à covid-19 ao detectar mais cedo as infecções.

07:00 – Alemanha manterá medidas restritivas até pelo menos 20 de abril

A Alemanha não planeja relaxar as atuais restrições à vida pública antes de 20 de abril, afirmou Helge Braun, chefe de gabinete da chanceler federal alemã, Angela Merkel.

“Não discutiremos nenhum relaxamento [das restrições] até 20 de abril e, até então, todas as medidas permanecerão em vigor”, disse Braun ao jornal Der Tagesspiegel, acrescentando que, após a Páscoa, deverá ficar claro se as restrições retardaram a propagação do coronavírus.

“Se conseguirmos diminuir a taxa de infecção para que leve dez, 12 ou mais dias para os casos dobrarem, saberemos que estamos no caminho certo”, afirmou a chefe de gabinete. Atualmente, as taxas de infecção por coronavírus na Alemanha dobram a cada três a cinco dias.

O país soma mais de 53 mil infectados e 395 mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins. O Instituto Robert Koch, que contabiliza os números oficiais na Alemanha, fala em 48.582 infecções e 325 mortes.

06:05 – Casos confirmados passam de 600 mil no mundo

O número de infecções por coronavírus em todo o mundo já passou de 600 mil, de acordo com a contagem feita pela Universidade Johns Hopkins. Como muitos países têm testado apenas os casos mais graves, é provável que a cifra global seja muito maior.

Segundo o levantamento da universidade americana, mais de 602 mil pessoas foram infectadas em todo o mundo, enquanto mais de 27 mil mortes foram atribuídas à doença covid-19. Mais de 131 mil pessoas se recuperaram da enfermidade.

Os Estados Unidos são o país com maior número de infecções, com quase 105 mil, seguidos pela Itália, com mais de 86 mil, e da China, com quase 82 mil.

00:00 – Resumo dos principais acontecimentos de sexta-feira (27/03):

  • Brasil tem 3.417 casos e 92 mortes, segundo Ministério da Saúde
  • Itália bate novo recorde diário de mortes: 919
  • Boris Johnson é diagnosticado com coronavírus
  • Merkel diz que não vai afrouxar medidas restritivas contra avanço do vírus
error: