Espanha propõe oito anos de prisão para militar que transportou cocaína no avião de Bolsonaro | Claudio Tognolli

A Promotoria da Espanha pediu a pena de oito anos de prisão e uma multa de 4 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões) para o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues. Preso em 26 de julho em Sevilha, o militar é acusado de transportar ao país 39 kg de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), usado na época em comitiva de Jair Bolsonaro (PSL) em viagem a cúpula do G-20, no Japão. Segundo a Promotoria, a droga encontrada tinha 80% de pureza e o objetivo dele era vendê-la a terceiros.

Ainda não se tem informações sobre quem receberia a droga. Militares brasileiros visitaram há alguns dias o sargento, que não quis depor.

Não é a primeira vez neste ano que aviões da FAB são usados para transportar droga ilegalmente. Em abril, um militar perdeu o cargo após ser condenado por tráfico internacional de cocaína.

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171