Em editorial publicado neste domingo, o jornal Folha de S. Paulo avalia que Jair Bolsonaro tentou promover baderna contra as instituições, mas, por enquanto, foi contido | Claudio Tognolli

“A convocação temporã de atos em prol do presidente da República é uma anomalia. ‘Protestos a favor’ de quem detém o poder raramente se revestem de intenções virtuosas. Com frequência objetivam enfraquecer os mecanismos de controle que impedem o chefe circunstancial do Executivo de atuar como se fosse um imperador”, aponta a Folha, em editorial publicado neste domingo.

“Graças a esses mecanismos, Bolsonaro não pôde engrossar o coro dos radicais que prometem ir às ruas hoje. Ainda assim, é preciso estar atento à escala e às mensagens dessa algazarra autoritária”, diz o texto.

error: