Doria teria retomado conversas para ter Moro em sua equipe | Claudio Tognolli

Membros do governo de São Paulo, comandado por João Doria (PSDB), discutiram nesse final de semana a possibilidade de o ex-juiz Sérgio Moro assumir a vaga de Paulo Dimas, ex-presidente do Tribunal de Justiça e atual titular da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado. Deixar o ex-ministro com uma função consultiva ou até a Segurança Pública foram outras opções discutidas, de acordo com informações divulgadas pela Coluna do Estadão.

Moro deixou o governo em abril, apontando crime de responsabilidade de Bolsonaro, ao denunciar tentativa de interferência na Polícia Federal. Naquele mês o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito com o objetivo de apurar as declarações do ex-juiz.

Eleito com apoio de Bolsonaro, Doria foi se distanciando do seu ex-aliado, que ainda encontra dificuldades de articulação e para implementar uma agenda, com o objetivo de retomar a geração de empregos e o crescimento. Na pandemia, Bolsonaro também culpou governadores pelos casos e pelas mortes provocadas pela Covid-19.

error: