CPI aprova convocação de ex-mulher de Bolsonaro | Claudio Tognolli
Foto: Reprodução / Redes sociais

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia aprovou, nesta quarta-feira (15), a convocação da ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Ana Cristina Siqueira Valle. De acordo com o requerimento do senador Alessandro Vieira (Cidadania), a comissão tem indícios da proximidade de Valle e Marconny Albernaz Riberio de Faria.

Marconny é o depoente do dia na comissão sob a acusação de ser o suposto lobista, ou seja, teria sido uma espécie de ponte entre o Ministério da Saúde e empresas para compra de vacinas contra a covid-19 e testes, como a Precisa Medicamentos.

“Como se sabe, o senhor Marconny Faria atuou como lobista da empresa Precisa Medicamentos, investigada pela CPI da Pandemia em razão de irregularidades na negociação de compra da vacina Covaxin, de modo que a sua relação próxima com a ex-esposa do senhor Jair Bolsonaro deve ser amplamente esclarecida, com vistas a examinar a potencial atuação ilícita de ambos no contexto da pandemia”, escreveu o senador.

error: