Clube Militar critica STF e ataca "ditadura de toga" | Claudio Tognolli

O Clube Militar publicou nesta quarta-feira (17) artigo com duras críticas ao Supremo Tribunal Federal e dispara: ação da Corte Suprema significa uma ditadura de toga. No centro da polêmica está o mandado de busca e apreensão na casa do general Paulo Chagas, expedido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

“Acabamos de viver um dia negro, nebuloso, em que a perplexidade tomou conta da população, face às notícias emanadas do Supremo Tribunal Federal, maior, ou pretensamente maior, autoridade de Justiça da Nação”, diz artigo publicado pelo clube, aludindo ao mandado de busca e apreensão na casa do general Paulo Chagas, por críticas deste a ministros do STF.

O jornal O Estado de S.Paulo publica síntese do artigo do Clube Militar, ressaltando entre outras coisas que “somente nas ditaduras (…) a liberdade constitucional de expressão, defendida e alardeada, só é admitida para falar positivamente”.

Os editoriais do Clube Militar representam uma espécie de porta-voz oficioso das opiniões da corporação, uma vez que os militares da ativa não podem falar.

Leia mais

error: