Cidadão tcheco procurado por fraude é extraditado do Brasil | Claudio Tognolli
Os procedimentos para a extradição foram realizados pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça.

O Brasil extraditou para a República Tcheca, na quinta-feira (22/3), o cidadão tcheco Martin Merian, procurado pela Justiça de seu país para cumprir pena de oito anos e dois meses de reclusão pelo crime de fraude.

O Governo da República Tcheca solicitou a extradição e o estrangeiro foi preso em janeiro de 2017, após ser localizado em Minas Gerais. O Supremo Tribunal Federal deferiu a extradição de Merian em novembro do mesmo ano.

Os procedimentos para a efetivação da medida foram realizados pela Autoridade Central Brasileira, exercida pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, com auxílio da Polícia Federal/Interpol e do Ministério das Relações Exteriores.

error: