China reage ao ataque bolsonarista a seu consulado e diz que missões diplomáticas devem ser respeitadas | Claudio Tognolli

O Consulado da China no Rio de Janeiro se manifestou neste sábado (18) após sua sede ter sido alvo de um ataque na quinta-feira (16). O órgão pediu uma investigação minuciosa e punição do responsável por atirar um artefato explosivo contra a construção.

 

“Agradecemos aos embaixadores e missões diplomáticas no Brasil pela solidariedade ao Consulado Geral da China no Rio de Janeiro, além dos amigos e instituições brasileiros. O status das missões diplomáticas e consulares deve ser respeitado e não violado”, dia postagem da embaixada.

O consulado também ressaltou que “mantendo estreita comunicação com as autoridades brasileiras, as missões diplomáticas e consulares da China no Brasil pedem a investigação minuciosa sobre o ataque, a punição do culpado nos termos da lei e medidas cabíveis para evitar que incidentes similares voltem a ocorrer”.

.

Durante a noite, um homem bolsonarista lançou um explosivo contra o Consulado-Geral da China no Rio de Janeiro, causando danos no edifício. Os representantes da China no Brasil afirmaram que “foi um grave ato de violência”.

“A parte chinesa espera e tem a convicção de que o governo brasileiro tomará medidas concretas para proteger as missões diplomáticas e consulares e seu pessoal no país, como prevê a Convenção de Viena, garantindo a segurança e a integridade das instalações e de seu pessoal”, termina o comunicado.

error: