Brasileiro "Democracia em vertigem" é indicado ao Oscar | Claudio Tognolli

Deutsche Welle

O filme Democracia em vertigem, da diretora brasileira Petra Costa, foi indicado ao Oscar 2020 de melhor documentário. A lista de nomeados foi divulgada nesta segunda-feira (13/01) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A cerimônia de entrega das estatuetas será em 9 de fevereiro, no Teatro Dolby de Los Angeles.

Democracia em vertigem aborda a ascensão e queda do PT e a crescente polarização entre esquerda e direita no país. No documentário, Costa mescla imagens históricas, trechos de reportagens de TV e cenas dos bastidores do Planalto, do impeachment de Dilma Rousseff e da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com relatos pessoais.

Filha de pais militantes durante a ditadura e neta de um dos fundadores da multinacional Andrade Gutierrez, a cineasta vive a polarização política do país na história da própria família.

Democracia em vertigem concorre com Indústria AmericanaThe CaveFor Sama e Honeyland. O documentário brasileiro, incluído na lista de melhores do ano do “New York Times”,  foi lançado em junho passado pela Netflix.

Cena de Democracia em vertigem“Democracia em vertigem” foi lançado em junho de 2019 pela Netflix

A plataforma emplacou, ao todo, 24 produções entre os indicados, incluindo dois na categoria principal, de melhor filme: O Irlandês, épico da máfia de Martin Scorsese e o drama História de um casamento.

O longa A vida invisível, dirigido de Karim Ainouz, escolhido para representar o Brasil na disputa pelo Oscar de melhor filme internacional (antiga categoria de filme em língua estrangeira), já havia sido deixado da pré-lista de indicados, em dezembro, e ficou fora da disputa.

A lista de nomeados é liderada por Coringa. O filme protagonizado por Joaquin Phoenix concorre em 11 categorias. Era uma vez em… Hollywood, 1917 e O Irlandês disputam em dez categorias.

Joaquin Phoenix em cena do filme CoringaJoaquin Phoenix foi indicado a melhor ator por “Coringa”

Dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles, Dois papas concorre ao Oscar de melhor ator (Jonathan Pryce), melhor ator coadjuvante (Anthony Hopkins) e melhor roteiro adaptado.

O Oscar na categoria principal de melhor filme será decidido entre Era uma vez…em HollywoodO irlandêsFord x FerrariJojo RabbitCoringaAdoráveis mulheresHistória de um casamento1917 e a grande surpresa sul-coreana, Parasita.

Juntamente com o favorito Joaquin Phoenix e Jonathan Pryce, disputam o prêmio de melhor ator, em um ano memorável de performances masculinas, Antonio Banderas (Dor e glória), Adam Driver (História de um casamento) e Leonardo DiCaprio (Era Uma Vez…em Hollywood).

Renée Zellweger interpreta Judy GarlandRenée Zellweger foi indicada a melhor atriz por sua interpretação de Judy Garland

Renée Zellweger, muito aplaudida por sua atuação em Judy: Muito Além do Arco-Íris, tem chance de levar o segundo Oscar de sua carreira. Ela compete na categoria de melhor atriz com Cynthia Erivo (Harriet), Saoirse Ronan (Adoráveis mulheres), Charlize Theron (O escândalo) e Scarlett Johansson (História de um casamento).

As estatuetas de melhor atriz e ator coadjuvantes também acumulam uma quantidade incontestável de estrelas e lendas, como Brad Pitt (Era uma vez…em Hollywood), Al Pacino e Joe Pesci (O irlandês), Anthony Hopkins (Dois papas), Laura Dern (História de um casamento) e Scarlett Johansson (Jojo Rabbit), entre outros.

O Oscar de melhor direção é disputado por Martin Scorsese (O irlandês), Quentin Tarantino (Era uma vez…em Hollywood), Todd Phillips (Coringa), Sam Mendes (1917) e Bong Joon-ho (Parasita).

______________

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171