Brasil extradita mafioso italiano – Claudio Tognolli

O Brasil extraditou para a Itália nesta segunda-feira (4) o mafioso italiano Vincenzo Macri. O extraditado era procurado em seu país para responder pelo crime de associação criminosa voltada para a prática de tráfico internacional de drogas, cometido entre 2004 e 2015. A Polícia Federal localizou e prendeu Macri no Aeroporto de Guarulhos, São Paulo, em junho de 2017.

Macri é acusado de participar da associação mafiosa Ndrangheta, que opera na região da Calábria atuando no tráfico internacional de drogas e outros crimes. O pedido de extradição foi deferido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e a entrega do extraditando ao governo da Itália foi autorizada pelo Ministério da Justiça (MJ).

Os procedimentos para que o processo ocorresse foram realizados pela Autoridade Central Brasileira, exercida pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) da Secretaria Nacional de Justiça do MJ, com auxílio da Polícia Federal/Interpol e Ministério das Relações Exteriores.

error:
0