Bolsonaro volta a questionar confiabilidade das eleições e diz desconhecer uso de urnas eletrônicas em outros países | Claudio Tognolli

Jair Bolsonaro voltou a questionar a confiabilidade do sistema eleitoral e disse desconhecer que um outro país no mundo faça uso de um sistema de votação semelhante ao do Brasil. “Temos que ter um sistema de apuração que não deixe dúvidas. É só isso. Tem que ser confiável e rápido. Não deixar margem para dúvidas. Agora, é um sistema que desconheço no mundo onde ele seja utilizado”, disse ele nesta segunda-feira (16) em conversa com apoiadores no Palácio do Planalto, de acordo com reportagem de O Globo.

Apesar da afirmação, um levantamento feito pela International Institute for Democracy and Electoral Assistance (IDEA) aponta que ao menos 31 países fazem uso do sistema de votação eletrônica em pleitos de abrangência regionais ou nacionais.

Bolsonaro também voltou a defender a votação  por meio de cédulas de papel. “Tenho proposta, tive, (mas) o Supremo disse que é inconstitucional o voto impresso. Tem Proposta de Emenda à Constituição na Câmara. Se não tivemos uma forma confiável de apurar as eleições a dúvida sempre vai permanecer”, disse.

Em março, ele já havia questionado o sistema de votação por meio da urna eletrônica e disse que apresentaria provas de que as eleições de 2018 teriam sido fraudadas. Apesar da afirmação, ele jamais apresentou provas da acusação.

 

error: