Ataques a Mourão geram crise militar no Planalto – Claudio Tognolli

A situação política brasileira, em franca deterioração, ganhou nos últimos dias um ingrediente explosivo: uma crise militar no seio do governo Bolsonaro. A ala do governo ligada às Forças Armadas interpretou a publicação de um vídeo com críticas a militares como um recado do presidente para tentar moderar as movimentações de seu vice, general Hamilton Mourão.

O vídeo divulgado no canal oficial do presidente no YouTube com ataques de Olavo de Carvalho aos militares provocou desconforto. Bolsonaro foi obrigado pelos militares a criticar nesta segunda-feira (22), pela primeira vez as declarações do seu guru e ideólogo.

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, apesar do recuo do presidente, os militares mantêm sua avaliação sobre a tentativa de Bolsonaro de atingir Mourão.

Enquanto isso, generais que despacham no Planalto adotam a estratégia de se manterem próximos do presidente e se diferenciarem de Mourão.

Segundo a Folha de S.Paulo, Mourão disse acreditar que Bolsonaro não sabia do conteúdo do vídeo, mas os generais estão convencidos de que o presidente autorizou a postagem comandada por seu filho Carlos.

Na avaliação de um importante integrante da ativa das Forças Armadas, o episódio do final de semana foi o mais sério desgaste desde que as rusgas entre a ala ideológica do entorno presidencial tomaram corpo contra os militares, diz o jornal.

Leia mais

error:
0