As bodas cyber entre Marina e Bolsonaro – Claudio Tognolli

Cena 1

O grupo no Facebook “Mulheres Contra Bolsonaro” sofreu uma invasão de hackers no sábado à noite e ficou toda a madrugada de domingo, 16, fora do ar. Os invasores trocaram o nome da página para “Mulheres Com Bolsonaro #17” e incluíram uma foto do candidato à Presidência da República do PSL, Jair Messias Bolsonaro, no perfil. Além disso, as nove administradoras foram excluídas.

Cena 2

A candidata a presidente Marina Silva (Rede) ingressou com uma ação contra o adversário Jair Bolsonaro (PSL) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste sábado, por conta da invasão de hackers no sábado à noite ao grupo no Facebook “Mulheres contra Bolsonaro”, com mais de 2 milhões de membros. Em visita a Porto Alegre neste sábado, Marina afirmou que espera que “seja feita uma investigação” e que as mulheres “têm o direito de manifestar sua posição sem que sejam agredidas por uma cultura machista patriarcal”.

Marina comentou sobre o processo durante caminhada com simpatizantes na Orla do Guaíba, área de lazer revitalizada na capital gaúcha.

error:
0