Artistas e cientistas se unem a contra covid-19 na Amazônia | Claudio Tognolli

Deutsche Welle

Criança indígena em aldeia perto de ManausRecursos arrecadados serão usados na compra de medicamentos, testes e alimentos

Jane Fonda, Morgan Freeman e Barbra Streisand, além de cientistas, lideranças indígenas e outros artistas estrangeiros e brasileiros participarão nesta quinta-feira (28/05) de um evento virtual global para arrecadar fundos para proteção dos povos indígenas da Amazônia diante da pandemia do novo coronavírus.

O objetivo é promover o Fundo de Emergência da Amazônia, lançado em abril por uma coalizão de organizações indígenas, ONGs e aliados para responder às necessidades dos povos indígenas dos nove países da Amazônia, ameaçados pela pandemia da covid-19.

Os recursos levantados serão utilizados em produtos e ações como compra de testes, suprimentos médicos e alimentos, além de financiar o reforço da segurança para territórios indígenas. A meta é arrecadar 5 milhões de dólares, cerca de 26 milhões de reais, nos próximos 60 dias.

Chamado “Artists United for Amazonia: Protecting the Protectors”, ou “Artistas Unidos pela Amazônia: Protegendo os Protetores” (em tradução livre), o evento contará com apresentações de músicos, entrevistas e sabedoria indígena, e vai ao ar às 21h, horário de Brasília, em transmissão via Facebook e pelo site .

Além dos artistas globais, irão participar os músicos brasileiros Ivan Lins e Luciana Souza, as lideranças indígenas brasileiras Sônia Guajajara e Angela Kaxuyana, o cientista Carlos Nobre, a primatologista Jane Goodall, entre outros. O evento tem o apoio de organizações não-governamentais de direitos humanos e meio ambiente.

Segundo a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), em 25 de maio contabilizava-se 143 mortes de indígenas em decorrência do novo coronavírus e 1.256 contaminados, apenas no Brasil. No entanto, ONGs afirmam que há uma grande subnotificação de casos.

error: