Aras também confronta Bolsonaro e diz que Mandetta é quem lidera combate ao coronavírus | Claudio Tognolli

O procurador-geral da República, Augusto Aras, voltou a confrontar Jair Bolsonaro e disse que qualquer decisão que tomar, caso o ex-capitão baixe um decreto pelo isolamento vertical da população no enfrentamento ao coronavírus, terá como base a posição do ministro da Saúde, Henrique Mandetta. “Vou ouvir o ministro Mandetta. Quem determina política de saúde no Brasil é o ministro Mandetta”, disse Aras ao blog da jornalista Andrea Sadi.

Aras já havia dito, em entrevista ao Globo, que poderá recorrer à Justiça se Bolsonaro “baixar um decreto contrariando a orientação da horizontalidade”. O isolamento social tem sido adotado por prefeitos e governadores, com a oposição de Jair Bolsonaro, que defende o isolamento apenas dos chamados grupos de risco, como idosos, e o retorno imediato ao trabalho

error: