Após caso Queiroz, Coaf produz número recorde de relatórios de inteligência | Claudio Tognolli

Após ter suas atividades praticamente paralisadas em meio as investigações envolvendo uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão por Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) registrou um número recorde na produção de relatórios de inteligência ao longo do primeiro semestre deste exercício. Segundo reportagem da coluna Painel, da Folha de S. Paulo,  foram 5.840 relatórios entre janeiro e junho, o maior resultado para o período.

Ainda segundo a reportagem, o número de integrantes do Coaf passou de 35 para 72 funcionários e a equipe agora conta com 87 integrantes. A baixa produtividade  do ano passado foi atribuída a decisões d STF e mudanças na estrutura que acabaram prejudicando o desempenho do órgão.

error: