Após a repercussão negativa pela escolha da escritora americana Elizabeth Bishop como homenageada da 18ª Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que ocorrerá entre os dias 29 de julho e 2 de agosto de 2020, a organização do evento pode rever a escolha | Claudio Tognolli

Após a repercussão negativa pela escolha da escritora americana Elizabeth Bishop como homenageada da 18ª Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que ocorrerá entre os dias 29 de julho e 2 de agosto de 2020, a organização do evento pode rever a escolha.

Em entrevista ao jornal O Globo, o diretor geral da Flip, Mauro Munhoz, disse que ainda há tempo para “acompanhar e avaliar com calma o bom debate em torno da homenagem da Flip”.

“Estamos atentos às manifestações para avaliar se haverá condições para que a grandeza da obra de Bishop e a complexidade de sua personalidade sejam discutidas como qualquer um de seus autores ou autoras homenageadas merecem e têm merecido até agora”, afirmou o diretor.

A escolha de Bishop quebra a tradição de homenagear um autor brasileiro, além de dar destaque à poeta que já defendeu o golpe 1964.

“Foi uma revolução rápida e bonita”, definiu Bishop sobre a ditadura. “A suspensão dos direitos, a cassação de boa parte do Congresso etc., isso tinha de ser feito, por mais sinistro que pareça”, escreveu ela.

Na última terça-feira, a organização do evento já havia publicado uma nota em seu site afirmando que a “campanha lançada contra a poeta nas redes sociais” chamou “a nossa atenção e escuta”. “Estamos ouvindo as manifestações de todos e pensando em seu significado com a serenidade que essa questão merece”, dizia a nota.

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171