A taxa de desemprego recuou em dez estados brasileiros no segundo trimestre deste ano na comparação com o trimestre anterior, informou o IBGE nesta quinta-feira, 15 | Claudio Tognolli

A taxa de desemprego recuou em dez estados brasileiros no segundo trimestre deste ano na comparação com o trimestre anterior, informou o IBGE nesta quinta-feira, 15. Nos outros dezessete estados, o índice permaneceu estável.

As quedas foram registradas no Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Santa Catariana, Alagoas, Minas Gerais, Maranhão, Amazonas, Rondônia, Amapá e Acre. O maior recuo foi no Acre, com redução de 4,4 pontos porcentuais entre o primeiro trimestre (18%) e o segundo (13,6%). O IBGE considera queda um recuo superior a 1,1 ponto porcentual.

A taxa de desemprego média também caiu no país no segundo trimestre, de 12,7% para 12%, conforme o IBGE já havia divulgado anteriormente. No entanto, 12,8 milhões de brasileiros continuam sem emprego. As maiores taxas de desocupação no país foram observadas na Bahia (17,3%), Amapá (16 9%) e Pernambuco (16%). Já as menores estão em Santa Catarina (6%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

No segundo trimestre de 2019, o rendimento médio real de todos os trabalhos, habitualmente recebido por mês, pelas pessoas de 14 anos ou mais de idade, ocupadas na semana de referência, com rendimento de trabalho, foi estimado em 2.290 reais. Este resultado apresentou queda em relação ao trimestre imediatamente anterior (2.321 reais) e também em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (2.295 reais).

Por unidades da federação, Paraná (2.488 reais) e Distrito Federal (3.945 reais) tiveram redução de 4,3% e 4,7%, respectivamente, na comparação trimestral.

error: