A queda de braço entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e setores do governo Bolsonaro continua; neste sábado (23), Maia deu a entender que o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, está fora da agenda | Claudio Tognolli

Neste sábado (23), Maia “deu a entender que o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, está fora da agenda e não terá vez na pauta da Casa tão cedo”, informou o Uol neste domingo (24). “A minha agenda é a reforma da Previdência”, disse Maia.

Sérgio Moro enviou seu pacote anticrime para a Câmara em fevereiro, antes do projeto de reforma da Previdência, e contava com celeridade no andamento da matéria. Porém, Maia mandou o projeto para análise em um colegiado de deputados com prazo de 90 dias para a conclusão dos trabalhos, renováveis por mais 90, causando a insatisfação de Moro.

Apesar do congelamento temporário, Maia acenava com a possibilidade de colocar o projeto na sua lista de prioridades assim que a reforma da Previdência fosse votada. Mas com a troca de farpas dos últimos dias, a tendência é que a matéria seja esquecida até segunda ordem.

“Depois da Previdência, a nossa agenda é a reforma tributária e a repactuação do Estado brasileiro. É isso que queremos fazer. De que forma o governo vai ou não participar não é um problema meu, é um problema do Executivo”, disse Maia, sem incluir o projeto anticrime de Moro. “Esse é o grande objetivo de todos no Brasil, organizar as contas do Estado brasileiro.”

error:

Notice: Undefined index: prnt_scr_msg in /var/www/wp-content/plugins/wp-content-copy-protector/preventer-index.php on line 171