A Polícia Federal prendeu temporariamente nesta sexta-feira, 19, a ex-primeira-dama amazonense Nejmi Aziz, mulher do senador e ex-governador do AmazonasOmar Aziz (PSD), e três irmãos dele: Murad, Amim e Mansour Aziz | Claudio Tognolli

A Polícia Federal prendeu temporariamente nesta sexta-feira, 19, a ex-primeira-dama amazonense Nejmi Aziz, mulher do senador e ex-governador do AmazonasOmar Aziz (PSD), e três irmãos dele: Murad, Amim e Mansour Aziz.

A ação de hoje da PF, batizada de Vertex, é um desdobramento da Operação Maus Caminhos, que apura crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência a organização criminosa por ex-integrantes do governo do amazonense.

Foram cumpridos nove mandados de prisão temporária, quinze de busca e apreensão, sete de sequestro de bens e imóveis e dezoito ordens de bloqueio de contas de pessoas físicas e jurídicas, em um valor total de 92,5 milhões de reais.

Segundo a Polícia Federal, as suspeitas sobre Omar, Nejmi, Murad, Amim e Mansour envolvem entregas de dinheiro ao grupo em espécie ou por meio de contatos simulados ou superfaturados de compra e venda.

 

O inquérito que levou à apuração foi aberto em 2016 no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo fato de Omar Aziz ser detentor de foro privilegiado. Quando o STF limitou o alcance da prerrogativa, determinando que ela valesse somente para crimes cometidos durante e em função do mandato parlamentar, a apuração acabou remetida à primeira instância da Justiça Federal do Amazonas, responsável pelos mandados de prisão de hoje.

error: